Lavras do Sul pode ser inserida, no que diz respeito à sua classificação regional, em diversas denominações: Alto Camaquã (microrregião da qual fazia parte nos anos 1980, segundo o IBGE), Sudoeste Rio-Grandense, Serra do Sudeste, Região Central, Pampa, Região da Campanha, Fronteira e Campanha Meridional (atual classificação do IBGE).

A sede municipal de Lavras do Sul está situada a uma altitude média de 277 metros e encontra-se no chamado Escudo Sul-Rio-Grandense, mas a porção ocidental do município, chamada localmente de "fundo", assemelha-se mais com a Região da Campanha, com campos limpos, relevo mais plano e pouca vegetação. Uma considerável parte do município (porção centro-oriental) apresenta elevações acima de 300 metros, podendo chegar a 440 metros em algumas pequenas serras, como a Serra do Batovi, a Coxilha do Tabuleiro e o Rincão do Inferno.

A cidade está situada entre três pequenas serras: Santa Tecla (ao norte de Bagé), Batovi (ao sul de São Gabriel) e de Caçapava (a leste).

A vegetação é mais densa na porção leste e típica da Campanha na porção oeste. Os principais rios são o arroio Camaquã das Lavras (que banha a sede municipal, e juntamente com os arroios do Jaques e do Hilário, formam o rio Camaquã), arroio Ivaró, arroio Taquarembó e arroio Santo Antônio, que desembocam no Rio Santa Maria, que banha uma pequena porção no extremo oeste do município, na divisa com Dom Pedrito.

Ainda, sobre a hidrografia, podemos classificar o município em duas regiões:

* Bacia Oriental: formada pelo rio Camaquã Grande e os arroios Camaquã das Lavras, Nazária, do Tigre, Natálio, Camaquã dos Macedos, Divisa, do Meio, do Jacques, do Hilário e Marica, entre outros.
* Bacia Ocidental: formada pelo rio Santa Maria e pelos arroios Taquarembó, Jaguari, do Salso, Ivaró e Santo Antônio, entre outros.

O clima é subtropical úmido, com as quatro estações do ano bem definidas, verões e invernos bem rigorosos (no verão, as temperaturas podem chegar próximas dos 40ºC, e no inverno, as médias são de 6ºC a 12ºC, podendo chegar facilmente a 0ºC, com grande ocorrência de geadas). As chuvas são regularmente distribuídas o ano todo, embora possam ocorrer eventualmente períodos de estiagem. A temperatura média anual é de 18º C.

Alguns acidentes geográficos do interior do município:

* Cerros (morros): Formoso, do Tigre, do Posto, Paritdo, Branco, Pelado.
* Formações Rochosas: Toca do Corvo, Rincão do Inferno.
* Serras: do Acampamento, do Jaguari, do Ibaré, do Tabuleiro, do Batovi.
* Coxilhas: do Jacques, do Tabuleiro, de São Sebastião, do Marica, do Astrogildo, do João Caminha, da Talavera, Seca.
* Lagoas: Formosa, Grande, da Nação, dos Tordilhos, das Três Águas, das Pedras.

A cidade orginou-se de forma linear, ou seja, espontânea. No início, apresentava ruas somente na parte mais alta da cidade. No entanto, a partir da década de 1980, ocorreu uma grande expansão urbana, resultante do fenômeno do êxodo rural. Esse fato motivou o surgimento de novos bairros e vilas, como Cerrito, Renascença, Samuel Souza, Breno Bulcão (Militar), Vila Poty Medeiros e Vila da Olaria. A implantação do Balneário do Paredão foi outro fato importante para essa expansão, pois formou um núcleo populacional do lado oposto ao do centro (chamado localmente de "Uruguai"), dando origem à centenas de casas. O curioso é que, apesar de o número de habitantes ter sido reduzido gradualmente (entre as décadas de 1930 e 1950, a cidade já chegou a ter 13 000 habitantes), Lavras do Sul apresenta sua área urbana com uma extensão bastante considerável.

A topografia da sede municipal não é uniforme: a partir da sede do município, olhando-se para o sul, na direção de Bagé, ou a oeste, na direção de Dom Pedrito e São Gabriel, é possível distingüir claramente o relevo de coxilhas, com leves elevações e vegetação rasteira, característico da região da Campanha. Ao norte, diferentemente, nota-se o contraste da região de morros característica da microrregião da Serra do Sudeste, situada ao norte do município, até a divisa com Caçapava do Sul. Na zona urbana do município prevalece o relevo de ondulações, com vias públicas íngremes, apresentado apenas uma parte mais plana e baixa ao longo da Avenida Coronel Galvão, junto ao arroio.

TELEFONES ÚTEIS
(CÓDIGO DE ÁREA: 55)

* Agafarma (Emergência): 9971.5312
* Biofarma (Plantão 24h): 9974.8766
* Brigada Militar: 3282.1155 / 3282.1070
* Brigada Militar (Emergência): 190
* Casa Paroquial: 3282.1013
* CEEE: 3282.1139
* Corsan: 3282.1601
* Delegacia de Polícia: 3282.2006 / 3282.1329
* Farmácia Central: 3282.1257
* Hospital: 3282.1090
* Posto de Saúde: 3282.1339
* Rodoviária: 3282.1777
* SAMU: 192
* Secretaria de Turismo: 3282.1008
* Táxi Praça das Bandeiras: 3282.1296
* Táxi Praça Licínio Cardoso: 3282.1133
* Táxi Hospital: 3282.1465
* Táxi Rodoviária: 3282.1959

FONTES: BLOG DO TURISMO e GUIA DE LAVRAS