Introdução

“O povo de Lavras é, por excelência, generoso, cavalheiresco e fidalgo, como poucos o sabem no Continente.”

Alfredo da R. Costa, 1922 (Fonte: TEIXEIRA, Edilberto. Lavras do Sul – na bateia do tempo. Santa Maria: UFSM, 1992)

Lavras do Sul é um município do Sul do Brasil, localizada no sudoeste do Estado do Rio Grande do Sul, a 320 quilômetros da capital, Porto Alegre. Conta, segundo dados preliminares do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) para o ano de 2008, com 8 378 habitantes, mais de 5 000 na zona urbana. Sua área é de 2.600 km². O território do município caracteriza-se por relevo composto por um baixo planalto com altitudes que alcançam 450 metros (porção leste e central) e campos formados por planícies onduladas, chamadas de “coxilhas” (porção oeste), próprias para a pecuária e as lavouras de arroz. A pecuária, o comércio, as pequenas indústrias de doces caseiros e o turismo são as principais atividades econômicas. Lavras do Sul é o único município do Rio Grande do Sul com origem na mineração do ouro, cujas reservas são atualmente consideradas escassas, embora haja indícios de novas jazidas minerais na região. Possui atrativos naturais e culturais, como o turismo rural em fazendas, um balneário de água doce (Praia do Paredão) com grande movimento entre os meses de dezembro a março (verão no Hemisfério Sul), a cultura tradicionalista gaúcha, o turismo religioso, eventos como a Expolavras e o Carnaval e a hospitalidade de seu povo, típica de cidade do interior.

Símbolos do Município

A seguir, a bandeira, o brasão e o hino de Lavras do Sul.

Bandeira. Em formato retangular, com duas linhas divisórias inclinadas de forma vertical. As cores são o verde (que representa os campos), branco (que representa a paz) e amarelo (que representa a riqueza). Na porção central branca da bandeira, de forma original, está o brasão do município.

Brasão. Divide-se em três partes: a primeira representa a agricultura através de um arado, com um fundo verde; a segunda tem fundo amarelo, apresentando uma cabeça de touro, que representa a pecuária; a terceira, um garimpeiro, em fundo azul, que simboliza o marco inicial do povoamento do município. Abaixo desse escudo, há um faixa amarela, com o nome da cidade e a legenda "Terra do Ouro". Acima, há um coroa em estilo de muro, designando um cidade grande pelo progresso e fortificada pela união, sintetizando o Poder Público Municipal.

Hino. O hino de Lavras do Sul teve sua letra e música compostas por Edson Machado.

(ESTRIBILHO)

Lavras do Sul
Terra de monumentos naturais
Teus filhos sempre te enaltecem
Não te esquecem jamais
Lavras do Sul

Pepita Incrustada nos montes
Onde o ouro e a virtude
Representam coisas normais
A passagem do teu Centenário
Faz felizes nossos corações
Tua história o amor e o trabalho
Orientam novas gerações
(ESTRIBILHO)

A lavoura, a pecuária, a paisagem
Dessa terra de povo gentil,
Teus filhos elevam teu nome
Aos anais da história do Brasil
(ESTRIBILHO)

Lavras do Sul no Brasil e no Mundo

A cidade de Lavras do Sul é citada, encontrada e localizada em diversas enciclopédias, mapas, atlas e guias rodoviários publicados por diversas editoras de todo o Brasil. Podemos achar Lavras em obras como o Atlas Geográfico Escolar, do IBGE (que identifica o município como um local com potencial para ecoturismo e turismo rural), e a Enciclopédia Barsa (edição de 1998, que cita Lavras, no verbete "Brasil", no que diz respeito à formação geológica do país), entre outras.

Lavras já foi tema de inúmeras reportagens da RBS TV e dos jornais Zero Hora, Diário de Santa Maria e Correio do Povo, colocando a cidade em evidência no âmbito estadual e, em alguns casos, até mesmo nacional, tamanho o alcance destes meios de comunicação. No início dos anos 2000, o canal por assinatura GNT, da Globosat, exibiu um programa de culinária, gravado no interior do Município e apresentado pelo chef francês, naturalizado brasileiro, Olivier Anquier, que demonstrou e experimentou uma receita com ovelha, um dos pratos mais apreciados pelos lavrenses.

A Terrinha serviu de cenário para quatro produções cinematográficas: Melancia e Coco Verde (2000, curta-metragem), Não Aperta Aparício (1965, com a participação de Grande Othelo, ator consagrado, já falecido), O Contrabandista (1985, baseado em conto do escritor tradicionalista Simões Lopes Neto) e, mais recentemente, em 2008, o especial da série Histórias Extraordinárias, da RBS TV, o Holandês Misterioso (ver aqui). Estes filmes colocaram o município em destaque no cenário estadual e nacional.

Devido à riqueza de seu relevo e seus minerais, Lavras é tema de estudos geológicos elaborados por pesquisadores de vários países, entre eles belgas, ingleses e finlandeses.

Na Internet, diversos sites disponibilizam fotos e informações relativas à cidade. No site da enciclopédia on-line Wikipedia, por exemplo, o verbete relativo a Lavras do Sul, além da Língua Portuguesa, pode ser encontrado nas versões em espanhol, inglês, francês, italiano, norueguês, romeno, russo, sânscrito (idioma muito utilizado na Índia) e volapuque (espécie de língua universal), mesmo apresentando poucas informações.

O popular software de visualização de imagens de satélite, Google Earth, mostra Lavras do Sul com alta definição. É possível observar as ruas e edificações da cidade com precisão, além de identificar a própria casa. Para baixar o Google Earth, clique aqui, e depois, na tela a seguir, clique em "Transferir o Google Earth 4.3". Se desejar ver apenas a imagem de satélite de Lavras, sem baixar o programa, clique aqui para visualizá-lo no Google Maps (clique na caixa de pesquisa "Pesquisar no Mapa", no alto da tela).

Atualizado em janeiro de 2009. Site independente, sem fins lucrativos.