Gado de corte criado em estâncias (fazendas) lavrenses - 2017


Lavras do Sul se destaca no setor agropecuário do Rio Grande do Sul, sobretudo nos rebanhos de bovinos, ovinos, equinos e bubalinos. Cerca de 8% da criação nacional de ovelhas está concentrada no Município, com um rebanho que, em 2010, é composto por 153.438 cabeças.

No tocante aos animais de grande porte, o maior rebanho pecuário lavrense é o de bovinos, com, em 2010, 340.589 cabeças, seguido pelos ovinos, conforme já citado no parágrafo anterior, equinos, com 8.129 cabeças, e búfalos, com 3.077 cabeças. Ainda, em menores quantidades, são encontrados os rebanhos de suínos (1.209 cabeças), caprinos (1.295 cabeças) e muares (80 cabeças).

Os animais de pequeno porte estão representados da seguinte forma: galos, frangas, frangos e pintos (12.768 cabeças) e galinhas (21.166), além de 188 codornas e 136 coelhos.

As raças Hereford e Angus (bovinos), Corriedale (ovinos) e o cavalo crioulo são as principais representações de linhagem animal criadas nas fazendas lavrenses.

Ainda com relação à criação de gado bovino, Lavras do Sul tem 87,3% de área conservada de campos nativos, proporcionalmente a maior do Estado. Isto significa que o território apresenta grande potencial para a criação de gado bovino de corte de alta qualidade, agregando valor à produção dos pecuaristas da região e promovendo a utilização sustentável do ambiente. O Município montou uma estrutura de pecuária diferenciada, com o uso de tecnologia e qualificação dos profissionais envolvidos. As pastagens preservadas dão origem a uma criação mais selecionada e, consequentemente, uma carne de alta qualidade.

A ovinocultura é bastante significativa no Município, sendo um dos dez maiores criadores de ovelhas do território brasileiro.

A pecuária e a agricultura lavrenses caracterizam-se por serem atividades com amplo espaço e potencial para desenvolvimento. Os bovinos e ovinos fazem Lavras abrigar um dos dez maiores rebanhos do RS nestas categorias de animais.

No que diz respeito à estrutura fundiária (ou seja, a distribuição da extensão dos estabelecimentos rurais, estâncias e fazendas), Lavras possui 70% das propriedades rurais com mais de 500 hectares. Nas propriedades rurais do interior do município, desenvolve-se predominantemente a criação extensiva de ovinos e bovinos, para a extração de carne, couro e lã. Também podemos encontrar cabanhas e locais de criação intensiva de gado.

O Sindicato Rural de Lavras do Sul e o Núcleo de Criadores de Cavalos Crioulos de Lavras do Sul (NCCCLS) são as entidades mais atuantes do agronegócio lavrense.

Entre os principais eventos promovidos, estão:

* Credenciadora do Freio de Ouro e Rodeio do NCCCLS
* ExpoLavras
* Remates (a cargo dos escritórios Clínica Veterinária, Abascal & Cia e Parceria Remates)
* Remate Alianza del Pastizal e Outono de Ouro
* Ovinofest
* Seminário O Pampa e o Gado
* Evento "Mulheres do Laço"

Com tradição em participações na Final do Freio de Ouro, o Cavalo Crioulo de Lavras do Sul tem cabanhas de grande estrutura (Cabanha Macanudo, Cabanha São Crispim, Cabanha Don Marcelino e CT Campo de Ouro). Em 2004, com a égua LS Balaqueiro, o ginete Gustavo Delabary venceu o Freio de Ouro daquele ano.


Tabela de produção pecuária em Lavras do Sul (clique para ampliar)