Clica nas opções dos menus acima e do lado esquerdo, para descobrires diversas informações sobre Lavras do Sul

TURISMO

Lavras do Sul, ainda que tenha algumas dificuldades, apresenta um bom potencial turístico. Além dos turistas que possuem familiares na cidade, há uma grande movimentação de turistas de cidades vizinhas, como Caçapava do Sul, Bagé e Dom Pedrito; há ainda a circulação de pessoas de cidades um pouco mais distantes, como Santana da Boa Vista, Candiota, Pelotas, Santa Maria, Cachoeira do Sul, São Gabriel, Rosário do Sul e, até mesmo, da Capital. Esse movimento turístico ocorre sobretudo nos meses de verão, com o objetivo de acampar no Balneário do Paredão ou de passar o Carnaval e as férias de verão na cidade.

Principais atrações turísticas e símbolos da cidade:

A seguir, uma relação das principais atrações turísticas lavrenses, bem como símbolos e costumes locais do Município. Para saber sobre o Carnaval de Lavras do Sul e sua história, clique aqui.

* Igreja Matriz de Santo Antônio (para maiores informações, vide o item Sociedade e Cultura);

* Gruta Nossa Senhora de Lourdes: procurada por religiosos, proporciona uma bela vista panorâmica, por estar situada num dos pontos mais altos da cidade;

* Fazenda Itaoca: localizada a 2 km da cidade, é uma propriedade particular que apresenta ruínas de uma antiga mina de ouro de meados do início do século XX, com as máquinas originais encravadas na rochas;

* Praça Licínio Cardoso: ponto de encontro do povo lavrense, sobretudo nas noites de verão, finais de semana e feriados, onde pessoas de todas as idades se reúnem; ali estão localizadas duas casas noturnas famosas na cidade: o Telúrica Bar e o Benedito, além do tradicional Clube Comercial (que está defronte a mesma praça). No local, são realizadas diversas festas, shows e eventos o ano todo, além, é claro, do Carnaval;

* Clube Comercial: inaugurado em 19 de maio de 1927, é o mais tradicional clube da cidade, realizando diversos bailes de Reveillon, Carnaval e outros eventos;

* Rincão do Inferno: propriedade particular localizada no interior do município que apresenta formações rochosas, penhascos de granito e cânions com mais de 100 metros de profundidade, por onde se pode avistar o rio Camaquã com corredeiras em meio à mata nativa;

* Hotéis-fazenda: espalhados no interior do município, são ideais para os amantes do ecoturismo e do turismo rural. A Estância do Sobrado é um dos mais conhecidos e possui fabricação artesanal de doces típicos, como a figada;

* Balneário da Praia do Paredão: inaugurado na década de 1980, conta com uma estrutura básica para camping, dois bares, canchas de areia para esportes e playground. As águas dividem, por cerca de 100 metros, a faixa de areia de um cerro de média elevação, que forma uma espécie de parede, daí o nome do balneário. Símbolo natural da cidade, atrai muitos veranistas da região da Campanha. Possui muito verde, areia grossa e fofa, uma ilha de areia e um camping municipal com infra-estrutura para o lazer. Há também a taipa, junto à represa do balneário, onde muitas crianças e adolescentes criam coragem e tomam banho, desafiando a profundidade do local.

* Monumento a Santo Antônio: imagem do padroeiro da cidade, localizada a cerca de um quilômetro do centro e junto ao Balneário do Paredão. Localiza-se no alto de uma praça com uma escadaria e foi inaugurado em 1992. É ponto de encontro de muitos vizinhos das redondezas, famílias e crianças.

* Telúrica Bar: um dos mais tradicionais restaurantes e bares da cidade, com mais de duas décadas de existência. Pessoas de todas as idades se encontram no local, famoso por seus lanches, que passou por uma reforma entre os anos de 2006 e 2007, ganhando um terraço em suas instalações.

* Benedito Bar: outro importante bar da cidade, onde freqüentemente ocorrem festas.

* Bar Central: localizado na rua Pires Porto, possui um hambúrguer (xis) bastante apreciado, assim como na Telúrica.

* Casablanca: o mais recente local para eventos da cidade, inaugurado em 2006. Possui uma ótima estrutura para festas, um grande salão, um terraço e até mesmo uma piscina.

* Minerais: Lavras possui uma grande quantidade de rochas de grande porte e de milhões de anos de existência. Na zona urbana é possível encontrar granitos gigantes, como o da foto abaixo. Não podemos deixar de citar o ouro, embora esgotado na atualidade, mas o grande responsável pela formação do município.

* Sesta depois do almoço: muitos lavrenses dedicam o período após o almoço para dormir, nem que seja por alguns minutos, para recuperar as energias gastas pela manhã. Este costume é mais difundido entre os adultos e tem origem na influência espanhola e platina, através da proximidade da região com a Argentina e o Uruguai. Os lavrenses, em sua maioria, acordam cedo e possuem o costume de almoçar até, no máximo, a uma hora da tarde (muitos almoçam bem antes, por volta do meio-dia). Por conta desse hábito, é quase impossível almoçar nos restaurantes da cidade após às 13:00h.

* Carne de ovelha: os lavrenses são grande consumidores e apreciadores da carne ovina. É comum, nas refeições típicas e festas, haver uma costela de ovelha assada, podendo ser assada na vala ou no espeto. Em alguns jantares, é servido espinhaço de ovelha com arroz, outra comida típica.

* Lingüiça da Churrascaria Freitas: considerada pelos lavrenses uma das melhores do Estado. É muito apreciada nos churrascos da cidade.

* Doces típicos: as sobremesas mais apreciadas na cidade são a ambrosia (feita com ovos e leite condensado), a figada e a torta de bolacha. Esses doces, produzidos de forma artesanal, são tão saborosos que já se chegou ao ponto de as sobremesas típicas de Lavras, produzidas e transportadas por famílias tradicionais, desbancarem as pizzas doces em festas realizadas pelos lavrenses em restaurantes da Capital, como formaturas, por exemplo.

* Música: embora o Rio Grande do Sul seja um estado avesso a determinados ritmos e modismos musicais, Lavras anda na contramão dessa tendência. Nas rádios e nos alto-falantes dos veículos da cidade, a música tradicionalista e nativista gaúcha convive em perfeita harmonia com ritmos como jovem guarda, rock, MPB, tchê music, gospel, calipso, forró, funk, axé e música sertaneja, entre outros. Enfim, o gosto musical do lavrense é eclético e variado.

* Quadrinhas do bloco Os Relaxados: uma tradição do Carnaval da cidade que existe desde os primórdios do bloco, nos anos 1930. Se chamam quadrinhas porque são poesias compostas de quatro versos, geralmente de caráter humorístico, alusivos a pessoas e acontecimentos da cidade. Alguns compositores de quadrinhas se tornaram famosos na cidade, como Zé Benito e Carlos Crespo (já falecidos), Carlinhos e Domingos Góes. Os versos são declamados tradicionalmente de Domingo a Terça-Feira de Carnaval, antes dos bailes da Praça Licínio Cardoso e do Clube Comercial.

* Rádio Galocha: organizada pelo bloco carnavalesco Vai de Qualquer Geito (VG), encena uma emissora de rádio, com esquetes e imitações humorísticos alusivos aos acontecimentos ocorridos na cidade ao longo do ano. É realizada sempre na noite da Terça-Feira de Carnaval.

* Palima: fotógrafo oficial da maioria das festas da cidade, como casamentos, formaturas, aniversários e outros eventos. Possui um estúdio fotográfico, dentro do bazar, também chamado Palima, na rua Pires Porto, onde muitas crianças fazem ensaios fotográficos.

* Comércio: considerada uma importante atividade na cidade, apresenta diversas lojas localmente conhecidas. Dentre diversas lojas, podemos citar: Magazine América (roupas e acessórios); In Cena, de moda feminina; Mercado Nova Era e Comeve, que, ao mesmo tempo, é bazar e supermercado; as Lojas Obino; a loja MD e a Soprovet, que apresenta três andares e diversos departamentos. Além disso, podemos encontrar diversos mercados de pequeno e médio porte na cidade. Para breve, está prevista a inauguração de uma filial das Lojas Becker na cidade. A rede, fundada em Cerro Largo, no noroeste do Estado, possui mais de cem lojas no interior e ocupará o o antigo espaço da Obino (que se localiza atualmente na rua Pires Porto), na rua Adão Teixeira da Silveira.

* Pepita FM (89,3 MHz): desde 1988 no ar, é o principal meio de comunicação genuinamente lavrense, transmitindo música e informação para os habitantes da cidade. Sua importância e audiência na cidade são tão grande que acabou servindo de estímulo para o surgimento de novas FM's no município, ao longo dos anos (algumas já estão extintas). Para os que desejam outras alternativas de estações de rádio, muitas vezes, principalmente à noite, são captados sinais de rádios de Bagé, Santa Maria, Piratini e outras cidades. Nos últimos anos, a recepção de rádios de outros municípios melhorou significativamente. A Internet banda larga de Lavras possibilita, a muitos jovens, acesso a rádios famosas, como a Atlântida FM e a PopRock.

* Torneio Interblocos: realizado na semana anterior ao Carnaval, é um certame que reúne, no Balneário do Paredão, equipes de vários blocos carnavalescos, sendo realizados jogos de futebol de areia. Em alguns casos, a rivalidade entre alguns blocos nesta competição é tão grande que chega a ser comparada por alguns como um clássico semelhante a um Gre-Nal, como no caso do VG contra Os Relaxados.

* Arquitetura de origem e influência portuguesa: pode ser encontrada na maior parte das habitações da cidade, inclusive na Praça Licínio Cardoso.

* Praia do Salsinho: localizada a cerca de três quilômetros do centro, numa propriedade particular, é uma bela praia fluvial que apresenta uma vasta faixa de areia, diversas rochas, muito verde e água limpa.

Para maiores informações turísticas de Lavras do Sul, entre em contato com a Secretaria Municipal de Turismo - Rua Dr. Pires Porto, 351; telefone (55) 3282 1239; funciona de segunda a sexta, das 8:30h as 11:30h e das 13:30h as 16:30h

Clique aqui para a ver a lista de serviços e telefones úteis do Município.

© 2018 - Murilo de Carvalho Góes